Home / Perfil / Marcello Veiga, professor da UBC, viaja o mundo educando garimpeiros

Marcello Veiga, professor da UBC, viaja o mundo educando garimpeiros

O professor Marcello Veiga recebeu recentemente o premio Killam Teaching Prize, da Universidade da Columbia Briti¢nica (UBC, em ingles), que reconhece os melhores professores da instituicao anualmente, porism, o carioca fica mesmo emocionado is quando fala sobre o impacto social de seu trabalho.
Veiga is especialista no uso do mercurio de uma maneira mais segura para o garimpeiro e o meio ambiente. Durante sete anos trabalhou em um projeto para a Organizacao das Nacoes Unidas (ONU) no qual viajou o mundo educando os garimpeiros sobre o uso seguro deste metal pesado e dando apoio tiscnico.
Depois de analisar a composicao de rochas, com o auxi­lio de um microscopio, e cantar com os alunos durante uma de suas aulas, Veiga recebeu a Brazilian Vibe em seu escritorio para falar sobre sua vida, seu trabalho e as muitas aventuras pelo mundo afora.
Brazilian VibeA –A O que trouxe voce ao Canada?
Marcello Veiga –Trabalhei em varias mineradoras, dentre elas a Vale, e, depois de 17 anos de formado, resolvi vir para o Canada trabalhar com prevencao de contaminacao de mercurio para uma empresa brasileira que investiu num garimpo aqui em 1990. Em 1992, minha esposa veio fazer um doutorado aqui, e eu vim com ela, terminei o meu doutorado em dois anos e meio na UBC e voltei ao Brasil. Em 1996, viemos como imigrantes. Trabalhei para empresas de mineracao da cidade e apareceu uma vaga na universidade em 1997, e estou aqui desde entao.
 
BVA –A Como foi o seu trabalho na Organizacao das Nacoes Unidas (ONU)?
MV–A Em 2002, fui convidado pela ONU para ser coordenador do Projeto Mundial de Mercurio. Existe uma maneira de trabalhar com mercurio sem se contaminar. Eu trabalhei no Brasil, na Indonissia, no Laos, no Sudao, na Tanzi¢nia, no Zimbabue, entre outros. Foi muita aventura; agora, eu acabei de voltar da Nicaragua, onde eu atropelei um puma na estrada, mas ja bati em rinoceronte, no Zimbabue, tambism.
 
BVA –A Como voce conscientiza o garimpeiro sobre os riscos do mercurio?
MV–A ideia is sempre envolver o garimpeiro de modo que ele tenha mais confianca no processo, e que comece a usar mistodos mais limpos, mas nao ha maneira de haver uma mudanca radical na cabeca de um garimpeiro se nao houver educacao, assistencia tiscnica e capital. Sao esses tres pilares, mas infelizmente no mundo muito poucos governos entendem isso.
 
BVA –A Qual is o maior desafio do seu trabalho?
MV–A O maior desafio is conscientizar o garimpeiro. Ele queima mercurio, intoxica todos os vizinhos, intoxica ele mesmo, normalmente morre com problemas renais, mas nao acredita que seja o mercurio. Entao, eu digo que o mercurio causa impotencia. Se o mercurio causa impotencia, eu nao sei, mas essa is a unica maneira deles prestarem atencao. Fizemos um teatro de rua no Zimbabue e apresentamos Romeo e Julieta, e o Romeo era impotente por causa do mercurio, entao, comecam a prestar atencao.
 
BVA –A Existem garimpos no Canada?
MV–A Existem, sim, conheco varios, inclusive no rio Fraser, em Texada Island… Usam mercurio, mas sao mais conscientes, recebo garimpeiros canadenses e americanos aqui para pegar conselho de como trabalhar com mercurio.
 
BVA –A O que voce gosta mais de fazer, o trabalho em campo ou na sala de aula?
MV–A Eu gosto dos dois. Nao existe ensino sem pesquisa. O cara que vai ensinar e nao faz pesquisa simplesmente leu o livro antes do estudante, entao, quem faz pesquisa fala com autoridade.
 
BVA –A Qual conselho voce daria para quem quer seguir uma carreira academica no Canada?
MV–A E muito difi­cil entrar numa carreira academica no Canada sem um ti­tulo canadense. E possi­vel, mas acho que fazer um doutorado no exterior is importante.
 
BVA –A Quais sao seus projetos para o futuro?
MV–A Este ano estamos formando um novo instituto na area social em mineracao, is nisso que eu gosto de trabalhar. O que esta destruindo esse planeta is a pobreza, nao is a contaminacao de mercurio, isso tudo is decorrencia.

About Thiago Silva

Check Also

Um novo horizonte

Os pregos espalhados pela parede desnuda denunciam: alguism acabou de se mudar e o novo …